Sunday, July 19, 2009

Quase 1

Quase sem inferno astral. Estou chegando aos meus 29 anos, deixando pra trás um ano difícil de muita faxina. Quase ano 1. Quantas reflexões, quantos momentos introspectivos, quantas apostas em coisas que não deram em nada. Quanto jogo de cintura. O meu mundo girando em várias direções e eu incapaz de dominá-lo. Agi como um barco deixando-se levar pela corretenza. Ano 9 é assim... alheio aos seus desejos. Tem vida própria, mas que no final só traz resultados positivos. Porque de tanto te calejar a alma, faz-te mais forte.

Hoje, se não fossem o meu inferno astral e a minha indignação diante de algumas coisas sem sentido ao meu redor, e que por vezes me fazem ficar triste, eu diria que sou uma pessoa mais decidida depois de um ano de montanha-russa. Hoje, me sinto livre, confiante do que eu quero em todas as áreas e quase sei como conquistá-las. Quase porque com as desventuras e aventuras, aprendi a canalizar a minha ansiedade de geniozinho forte e deslocado. Apenas uma questão de estratégia para viver melhor.

Aprendi que a maioria das pessoas é menos importante em nossa vida do que pensamos, e que o tamanho da fatia que reservamos a elas no bolo depende basicamente da nossa insaciável vontade de comer. Eu, por enquanto, ando sem cortar as fatias, mas nunca tive dúvidas do meu primeiro pedaço.

**************

Hoje tem Caetano Veloso com Zii i Zie aqui em Aracaju. Fui à estreia no Canecão e me emocionei diversas vezes. Espero que hoje seja igual. Dedos cruzados para que ele termine o show cantando Força Estranha. Já posso ouvir Caê cantando Sem cais ou ainda abrindo os braços ao cantar "Eis a Laaapa"... coisa boa é começar a semana assim.

Beijo para quem é de beijo. Abraço para quem é de abraço. E pra quem torce o nariz, procure ser feliz. :-P

Eu (estranhamente bem humorada em um domingo).

2 comments:

nanddeeeeeeeeeeeenha valeriano said...

Fico feliz com seu domingo bem humorado e fico mais feliz ainda em saber que há vida inteligente na Terra. Congratulations my felleeeeeenha, com mau humor ou bom humor a poesia sempre anda afinada nos seus textos. bjas

Nadja said...

Adorei quando vc falou:"aprendi a canalizar a minha ansiedade de geniozinho forte e deslocado.Apenas uma questão de estratégia para viver melhor.
"
Vc é fantastica (e não é coisas de mami)...É dificil para uma mãe ver o filho como "gente grande", mas vc minha filha vem crescendo cada dia mais. Que venha os 30, pois vc está se preparando muito bem para recebe-lo.
Um grande abraço de Joselita sem noção.